General Motos CCKW 353 C2-D1 Tanque


História e Desenvolvimento:

Com o início da produção em série da versão básica do modelo CCKW ( C referente ao ano de 1941, C de Cabine Simples, K de tração em todas as rodas e W de eixos traseiros duplos ) , nas plantas industrias da GM e Pontiac, em St Louis e Missouri, o departamento de engenharia da General Motors começou a estudar novas versões operacionais, buscando derivar o mínimo possível do projeto original, proporcionando assim maior ganho de escala em produtividade e facilidade de manutenção em campo.

Dentre inúmeras versões surgiram os modelos dedicados ao transporte e abastecimento de combustível seja ele para o consumo aeronáutico ou para veicular, as primeiras versões foram montadas sobre a plataforma básica do CCKW 352 e distribuídos as unidades operacionais da Força Aérea, Exercito e Marinha americanas, duas variantes foram empregadas sendo uma delas equipadas com duas cisternas com capacidade individual para 1.420 litros e a outra dotada de somente uma cisterna para 2.840 litros, sendo ainda os dois modelos dotados de equipamento e ferramental de apoio dispostos em compartimentos distribuídos ao longo dos tanques.

O advento da produção do modelo CCKW 353, também foi contemplado com a versão tanque , recebendo as designações D1, D2 , E1 e E2, foram produzidos inicialmente pela Yellow Truck and Coach Manufacturing Co initially e posteriormente GMC Truck and Coach Division, sua produção total atingiu a cifra de 4.133 unidades, se mantendo em operação no pós guerra até meados da década de 1950 quando começaria a ser substituído pelas versões inicias especiais da nova família REO M-34/M-35.

Emprego no Brasil :

As primeiras unidades da versão CCKW 353 ( D1 e D2 ) foram recebidas na Itália para suporte as operações da Força Aérea Brasileira junto aos efetivos do 1º Grupo de Aviação de Caça , acompanhando esta unidade durante todo seu deslocamento neste teatro de operações, apesar de não haver registro fotográfico , existem informações que a Força Expedicionária Brasileira, também recebeu algumas unidades para o abastecimento de seus efetivos de caminhões , jeeps e blindados leves M-8. 

Além do recebimento de mais unidades pelos termos do acordo Leand Lease Act ( Lei de Empréstimos e Arrendamentos ), o Exército e Força Aérea Brasileira, ainda viriam a receber mais veículos deste modelo no período pós-guerra, sendo os mesmos distribuídos entre bases áreas e unidades mecanizadas espalhadas ao longo do território nacional.

No final da década de 1950 , advento da terceirização do serviço de abastecimento de querosene de aviação para as aeronaves da Força Aérea Brasileira, ,viria a abreviar a carreira deste modelo na FAB, porém no Exército o mesmo iria se manter na ativa até meados da década de 1960, quando passaram a ser substituídos por novos modelos oriundos da família REO.

Em Escala : 

Para representarmos o GMC CCKW 353C2- D1  pertencente a Força Aérea Brasileira em uso no teatro de operações italiano pelo 1º Grupo de Aviação de Caça,  empregamos um antigo kit da Italeri na escala 1/35 e também o excelente set de conversão em resina da Czech Master Nº 3019 para compormos esta versão. Para melhor detalhamento fizemos uso de itens em resina para representar extintores de incêndio e demais peças presentes nas caixas de ferramentas. 

Decais originais do set de conversão complementados com decais confeccionados pela Decals e Books presentes como complemento do livro " FEB Na Segunda Guerra Mundial" completam o conjunto.

O esquema  de cores  ( FS ) descrito abaixo representa o padrão de pintura do Exército Americano durante a campanha na Europa , sendo adotado também pela Exército Brasileiro e Força Aérea Brasileira, neste teatro de operações no período de 1944 a 1945.




Bibliografia : 
- GMC CCKW Wikipedia http://en.wikipedia.org/wiki/GMC_CCKW
- CCKW Galon Tanker – Armorama.com
- Manual Técnico – Exército Brasileiro 1951
- CCKW Variants  - http://www.cckw.org/cckw_models.htm