FMC M-113A1 APC no Brasil - Parte I


História e Desenvolvimento.

O desenvolvimento da família de blindados M-113 pela empresa FMC Corporation, teve inicio na década de 1960, com o requerimento das forças militares americanas para substituição dos pesados e obsoletos M-59 e M-75 , seu projeto compreendia assim um veiculo versátil com capacidade de transporte de 11 soldados totalmente equipados que deveria ser construído em alumínio para  privilegiava a mobilidade , sendo assim capaz de acompanhar os carros de combate nos deslocamentos nos teatros de operações, infelizmente sua baixa blindagem não era efetiva principalmente contra minas terrestres.

As primeiras unidades da versão inicial dotadas de motorização a gasolina Chrysler 75M V8 entraram no serviço ativo em abril de 1962 sendo destinadas as unidades mecanizadas baseadas no Vietnam, onde tiveram exito e como sempre a experiencia de uso em situações de combate reais geraria a necessidade de novos melhoramentos que seriam implementadas nas versões posteriores

A partir de 1964 surgia uma nova versão a M-113A1 , que  passava a dispor de um novo grupo motriz , sendo escolhido o   Detroit 6V-53 a diesel, este advento proporcionou uma significativa melhoria em termos de autonomia permitindo assim ampliar seu raio de ação, teste no front motivaram sua construção em massa, no fina desta década novos estudos de melhoria foram concluídos  , principalmente no que tange ao sistema de suspensão e refrigeração, gerando assim uma nova versão M-113A2. Novas encomendas desta versão geraram a expectativa de efetivos excedentes das versões anteriores, sendo este modelo incluso no Programa de Assistência Militar, que visava fornecer a nações amigas material bélico em condições favoráveis a aquisição.

Emprego no Brasil. 

No final da década de 1960 quase a totalidade de seus equipamentos era oriunda do período da Segunda Guerra Mundial e o Ministério do Exército ciente da obsolência e alto custo de operação , decidiu promover um renovação de seus efetivos blindados, incluindo neste parâmetro carros de combate, apoio viaturas de transporte e sistemas de comunicação  valendo-se para isto do Programa de Assistência Militar ( MAP ) firmado anteriormente com os EUA.

Neste pacote de modernização estavam incluídas 584 unidades do modelo M-113A1A , veículos estes especializados no transporte de tropas seu novo sistema de blindagem em alumínio, permitia maior agilidade e velocidade no campo de batalha, permitindo assim que os mesmos acompanhassem os novos M-41 nas missões de treinamento, fato este que era impossível com os M-59 ou  M3/M2  ( meia lagartas )em uso até então  . Outro fator positivo foi a capacidade de operação anfíbia,  ampliando em muito a capacidade de deslocamento de tropas do Exército Brasileiro.

Infelizmente no ano de 1977 , o rompimento do Acordo Militar Brasil - Estados Unidos no governo Geisel , provocou a interrupção no fornecimento de peças de reposição , oque começou a gerar altos índices de indisponibilidade da frota brasileira , esta ocorrência motivaria o Exercito Brasileiro a buscar alternativas de nacionalização de componentes o que geraria a partir de 1982 novas versões modernizadas e nacionalizadas, encerrando assim a primeira fase do emprego deste modelo no país.

Em Escala.

Para representarmos o M-113A1A " EB10-395 " optamos pelo modelo Tamiya na escala 1/35 que possui e facilidade de montagem , porém incluímos o interior completo ( incluindo o grupo motriz )  presente no kit da Academy para melhorar o nível de detalhamento. Empregamos decais do fabricante Eletric Products presentes no Set "Veiculos Militares Brasileiros 1944 - 1982 ".

O esquema  de cores descrito abaixo representa o padrão de pintura empregado em todos  os veículos  M-113A1  utilizados desde o recebimento até o ano de 1982.

Bibliografia : 
- Military Analisys Network http://www.fas.org/man/dod-101/sys/land/m113.htm
- M-113 APC - http://en.wikipedia.org/wiki/M113_armored_personnel_carrier
- Blindados no Brasil - Um Longo e Arduo Aprendizado , Volume II - Expedito Carlos Stephani Bastos