Asa Fixa - Retorno da Aviação Embarcada II

A versão inicial TA-4 Skyhawk foi introduzida em 1956, visando prover a Marinha Americana de uma versão de treinamento e conversão para seus modelos monopostos ( salientando que as primeiras células foram conversões de do modelo A-4B ), basicamente este modelo deveria manter todas a funcionalidades do primeiro permitindo maior eficácia em sua missão. Além de prover esta conversão estes modelos tinham como missão também substituir o modelo TF-9J Cougar com a  versão TA-4J , desta maneira este modelo viria a se tornar o vetor padrão de instrução avançada na Marinha Americana, por décadas até começar a ser substituído pelos novos jatos de instrução T-45 Goshawk . Seguindo o sucesso da versão monoplace os TA-4 foram exportados para 10 países e sua produção total englobando todas as versões atingiu a cifra de 345 unidades, sendo que as últimas a serem produzidas foram seis aeronaves da versão TA-4KU pertencentes a um contrato de compra do Kuwait.

O contrato de aquisição ( Purchase Agreement ) firmado entre a Marinha Brasileira, o fabricante e o governo do Kuwait em  30 de Abril de 1998 previa o fornecimento de três células da versão TA-4KU, juntamente com as 20 unidades do vetor monoposto, os mesmos sofreram ainda no pais de origem revisões e inspeções , sendo posteriormente transportadas ao Brasil onde viriam a receber novo esquema de camuflagem e marcações nacionais. Apesar de serem aeronaves usadas vieram dotadas de um respeitável pacote de eletrônica embarcada ( superior até mesmo ao existente neste período nos modelos operados pela FAB ).

Já em operação a partir de 2000, os denominados AF-1A são empregados basicamente na quarta fase de treinamento das equipagens, sendo esta a de transição operacional , preparando assim os pilotos para plena operação do AF-1, infelizmente o reduzido número de células existentes limita a operação deste modelo tendo como base somente as bases em terra nao sendo embarcadas no A-12 São Paulo. No ano de 2009 com a definição do projeto de modernização, decidiu-se incluir estas três unidades no processo, sendo que em 2010 o AF-1A N-1023 foi entregue a Embraer para servir de protótipo para a atualização dos modelos, extendendo assim sua carreira operacional até o ano de 2025.

Para representarmos o AF-1A "MB 1021" optamos pelo antigo kit da Monogram ( reeditado posteriormente pela Revell) na escala 1/48, como modelo original refere-se a versão OA-4M, a customização para o modelo TA-4KU requer modificações, principalmente na remoção de sensores e antenas de aviônica espalhados por toda a fuselagem. Empregamos decais  de excelente qualidade do fabricante FCM presentes no set 48/044.




Bibliografia :

- Revista Força Aérea Número 13   - Luciano Melo Ribeiro
- Revista Força Aérea Numero 21 - Eduardo Baruffi Valente
- Asas Sobre o Mares - Aviação Naval Brasileira, Prof Rudnei Dias Cunha
- McDonnell Douglas A-4 Skyhawk - Wikipedia - http://pt.wikipedia.org/wiki/McDonnell_Douglas_A-4_Skyhawk
- Poder Naval - www.naval.com.br , Alexandre Galante