Boeing 707 - REVO na FAB

 
O Boeing model 707, foi o primeiro grande sucesso comercial de aeronaves comerciais a reação, tendo realizado seu primeiro voo em 1954, o grande desempenho o tornou um marco no segmento, sua produção serial perdurou até 1978 apresentando um total de 1012 células produzidas. A versão militar especializada em transporte militar e reabastecimento em voo foi desenvolvida a partir de uma solicitação da força aérea americana que buscava um substituto para seus KC-97, este novo modelo foi designado como KC-135 atingindo a cifra de 820 aeronaves produzidas.
 
Após anos de operação ao redor do mundo, o 707 começou a ser substituído por modelos mais modernos nas companhias aéreas, gerando assim sucessivos lotes de células disponíveis que foram customizadas em diversas versões militares ( transporte, reabastecimento em voo, ELINT, AWACS,ELINT, VIP, etc ).
 
No principio da década de 1980 a FAB buscava aumentar sua capacidade de reabastecimento em voo e transporte estratégico, objetivando também a aquisição de um vetor VIP para transporte presidencial de longa distancia, dentre as opções analisadas a escolha recaiu sobre a adoção de células em bom estado de conservação dos quadrijatos da Boeing , nesta época a Varig era um dos maiores operadores do hemisfério sul, assim 4 unidades foram selecionadas sendo duas da versão 707-345CH, uma da versão 707-324CH e uma do modelo 707-320CH, todas adquiridas por esta companhia aérea entre os anos de 1968 e 1972.
 
Destas 4 aeronaves uma apresentaria a configuração hibrida de Tanker & VIP, sendo destinada ao transporte presidencial e as demais configuradas como cargueiros reabastecedores, todos foram convertidos pela Boeing em sua sede em Witchita - EUA, recebendo uma completa revisão estrutural , inclusão de pods de reabastecimento em voo Beech 1080 e instalação de um APU para autossuficiência de operação em solo . As aeronaves foram recebidas ao longo do ano de 1986 sendo destinadas 2º/2º Grupo de Transporte Esquadrão Corsário.
 
Além de complementar a dotação de dois KC-130, este novo modelo trouxe uma sensível melhoria nas missões de REVO na FAB pois o desempenho de uma aeronave possibilita uma operação mais fácil de reabastecimento em voo. O longo raio de ação projetou as operações de transporte estratégico da força em um patamar inédito de alcance. Em 2005 a aquisição de um novo vetor VIP presidencial relegou o KC-137 2401 a missões de transporte e REVO , recebendo a mesma padronização das demais células. Atualmente somente 02 unidade estão operacionais e aguardam o recebimento do vencedor da concorrência KC-X, devendo ser desativas até o ano de 2014  completando assim aproximadamente 46 anos de serviço entre o perfil comercial e militar.
 
Para representarmos o KC-137E " FAB 2402", empregamos o kit da Heller na escala 1/72, procedendo a inclusão dos dois pods de reabastecimento em voo confeccionados em scratch. Fizemos uso de decais produzidos pela FCM presentes no set 72/02 ( salientando que deve-se alterar a matricula da aeronave, pois o decal original represente o "FAB 2401".
 
 
         

Bibliografia :
Boeing 707 -  Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Boeing_707
- Historia da Força Aérea Brasileira por :  Prof. Rudnei Dias Cunha - http://www.rudnei.cunha.nom.br/FAB/index.html
- A Melhor Opção KC-137E - Revista Força Aérea Nº 17